RELATÓRIO DA REUNIÃO DE ESCUTA E PLANEJAMENTO DO MINISTÉRIO

Uma casa para Deus
17 de dezembro de 2014
PALAVRA DE VIDA – JANEIRO DE 2015
1 de janeiro de 2015

Queridos luquinhas, principalmente aqueles que integram o ministério de pregação, levem estas orientações e moções para os Gous e GPPs.

Aparecida do Norte – 12 a 14 de dezembro de 2014

 

SEXTA-FEIRA, DIA 12

 

A reunião, realizada no Seminário Santo Afonso, iniciou na sexta à noite na capela, diante do Santíssimo, com um momento de oração e escuta pelo ministério.

 

Diante das passagens bíblicas, bem como das moções interiores e discernimento do grupo presente, entendemos que o Senhor quer fazer conosco uma NOVA ALIANÇA e, realiza também uma REAFIRMAÇÃO DO NOSSO CHAMADO. Meditamos a passagem do evangelho de Lucas 1, 26 – 38, que narra a anunciação do nascimento de Jesus e o sim de Maria. Como confirmação recebemos, também, a passagem do livro do Eclesiástico, capítulo 46, versículos de 1 a 6.

 

Estas duas passagens nos levaram a meditar sobre as seguintes perguntas:

Qual foi o preparo de Maria e Josué para cumprirem bem com sua missão?

Por que Deus escolheu Josué e Maria?

 

Não vamos apresentar respostas a estas duas perguntas, pois são indagações que cada um de nós deve fazer a si mesmo, em oração, mas, em linhas gerais, entendemos que Maria e Josué apresentavam SUBMISSÃO À VONTADE DE DEUS E ESCUTA.

 

Depois de orarmos durante certo tempo com base neste direcionamento recebemos as seguintes palavras de confirmação:

 

Apocalipse 21, 5b – 6 e Efésios 2, 7 – 10, onde entendemos que o Senhor nos pede para confiarmos a nossa vida e o Ministério de Pregação do Brasil totalmente a Ele, para devolvermos a Ele a glória que lhe pertence. Aliás, esta não é a primeira vez que o Senhor nos pede isso. Na verdade, este pedido tem sido recorrentemente feito a nós.

 

Depois deste momento de oração e escuta, fizemos uma reunião para definir o nosso plano de trabalho para o dia seguinte, sábado.

 

SÁBADO, DIA 13

 

Começamos o dia com oração, na capela. Depois de um momento de louvor e entrega de nossa vida e ministério, conforme o Senhor nos pedia na noite anterior, recebemos a seguinte profecia, que se configura, praticamente, como uma palavra de exortação:

 

Filhos meus, avancem, Eu os trouxe aqui para que avancem. Eu os tomo pela mão, Eu os atraio a mim e os introduzo no mais profundo do meu coração, para que avançando em mim avancem no seu ministério. Nunca escondi os meus planos de vocês, vocês sabem que Eu posso fazer e desfazer, posso transformar pedras em pães com o poder que o Pai me deu. Muitos de você têm me servido. Mas preciso que me sirvam além do simples serviço. Eu posso decidir chamar qualquer um para servir as minhas ovelhas, mas Eu quero servos que me adorem. Não fiquem olhando espantados para a direita e para a esquerda, mas rendam-se a mim. Meus amados, muitos conhecem a minha vontade e ouvem a minha voz, mas não obedecem. Alegrem-se aqueles que o fazem, pois aquele que dá a vida por mim não a perde. Meus amados, Eu anseio por confirmar a Palavra que vocês proclamarão em meu Nome. Como Eu anseio por isso!

 

Palavra de confirmação: Filipenses 2, 10 – 11

 

Depois deste momento de oração, iniciamos a nossa reunião de trabalho, separando-nos em dois grupos com pauta de trabalho distinta: um grupo, liderado por João Cláudio Rufino, para pensar e organizar a Comunicação do Ministério de Pregação no Brasil, com o objetivo de fazer a comunicação chegar até a base, ou seja, o Grupo de Oração, sem ficar prejudicada pela ausência de repasse de informações por parte de alguns coordenadores. Outro objetivo, ainda, é fazer a informação e a formação circularem rapidamente entre nós. O outro grupo, liderado por Dercides e por mim, Beatriz, ficou encarregado de pensar e organizar a Escola Nacional de Formação de Formadores, que terá a sua primeira edição em julho de 2015. Essa escola tem como objetivo exatamente o que seu nome descreve, ou seja, formar formadores de pregadores para que tal formação possa ser multiplicada e mais rapidamente disseminada em todo o território do Brasil e todos os grupos de oração possam ter pregadores bem formados.

 

Os dois grupos trabalharam todo o dia de sábado nestas duas direções.

 

No sábado à noite foi realizada uma plenária, durante a qual um grupo apresentou para o outro, para fins de discussão e aprovação, o resultado de seu trabalho.

 

PLENÁRIA:

 

O grupo encarregado da Comunicação fez um trabalho lindíssimo, cujos frutos vocês já estão colhendo. Eles simplesmente nos conectaram a tudo: blog, face, twitter, youtube… O nosso blog já tem agenda de conteúdo, a comunicação está com foco definido e os responsáveis por cada frente de trabalho já foram nominados: Facebook: Cleber, de São Paulo; Twitter: Andrea Reis, do Rio de Janeiro; blog: Sérgio Viegas, do Rio Grande do Sul. Enfim, isto é só o começo, acreditamos que daí muitos frutos advirão.

 

A Escola Nacional de Formação de Formadores do MP já tem seu núcleo pedagógico definido: Luizinho, de São Paulo, João Cláudio Rufino, de São Paulo, Elvis, do Ceará, Ivan Moraes, do Distrito Federal, Dercides, de Goiânia e eu, Beatriz, do Rio Grande do Sul. Os professores da escola também já foram definidos: Ivan, do Distrito Federal, Vicente Gomes, de Goiás, Luizinho, de São Paulo, Lázaro, e Ademir, também de São Paulo (em substituição a João Cláudio Rufino, que não estará disponível na data).

 

O conteúdo da escola já foi definido e será divulgado no ENF.

 

DATA DA PRIMEIRA ESCOLA NACIONAL DE FORMAÇÂO DE FORMADORES DO MP:  15 a 19 de julho de 2015.

 

LOCAL: Brasília, Distrito Federal.

 

PESSOAS A QUEM SE DESTINA:

 

Ficou definido que, num primeiro momento, a escola será para os coordenadores estaduais do MP e demais membros da equipe nacional (que são os articuladores do MP a nível regional e demais colaboradores do MP a nível nacional). A partir daí, quem fez a Escola poderá tornar-se formador da mesma nas diferentes regiões do Brasil para onde esta for levada.

 

IMPORTANTE: ATÉ JULHO, TODOS AQUELES QUE PARTICIPAREM DA ESCOLA TERÃO QUE TER, NECESSARIAMENTE, RECICLADO O CONTEÚDO DE ROTEIRIZAÇÃO E VERBALIZAÇÃO DA FORMAÇÃO DE PREGADORES. OS ARTICULADORES REGIONAIS DO MP FICARÃO ENCARREGADOS DE ASSEGURAR-SE DE QUE TODOS OS PARTICIPANTES DE SUA REGIÃO TENHAM PASSADO PELA DITA RECLICAGEM, OU ATRAVÉS DE CURSOS PRESENCIAIS OU ATRAVÉS DO IEAD, OU SE NÃO HOUVER OUTRO MEIO, ATRAVÉS DE ESTUDO PESSOAL.

 

Ficou também decidido que os articuladores regionais do MP, cuja tarefa é auxiliar os coordenadores estaduais do ministério na questão do pastoreio e articular encontros de formação a nível regional, terão seus nomes definidos até o ENF.

 

As regiões ficaram assim definidas:

 

1)      Maranhão, Piauí

2)      Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco

3)      Alagoas, Sergipe, Bahia

4)      Roraima, Amazonas, Acre, Rondônia

5)      Amapá, Pará

6)      Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Distrito Federal, Tocantins

7)      Minas Gerais, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo

8)      Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul.

 

DOMINGO, DIA 14

 

O domingo de manhã iniciou com oração na capela, onde o Senhor, mais uma vez, nos convidou a deixarmos que Ele conduza nossa vida e ministério. Rezamos por todos aqueles que já estiveram na linha de frente do MP, e por todos os que serviram ao ministério e hoje estão afastados. Rezamos por sua vida a nível pessoal, sua família, trabalho temporal e espiritual, pedindo a bênção do Senhor em todas as áreas de sua vida e missão.

 

A seguir, realizamos uma reunião para definição do workshop do MP durante o ENF.   Teremos duas tardes, a de quinta e a de sexta para os ministérios. A nossa agenda ficou assim constituída: teremos três pregações, uma de Michelle Moran, atual presidente do ICCRS (Renovação Internacional), que vai falar sobre o profetismo na pregação; outra do Pe. Antônio José, do RJ, autoridade em ecumenismo, que vai abordar exatamente este tema e outra da coordenadora nacional do MP, que falará sobre humildade, virtude tão necessária no nosso ministério. Além disso, falaremos em detalhes sobre a Escola Nacional de Formação de Formadores e sobre os direcionamentos do MP em geral.

 

Amados, em linhas gerais, foram estes os assuntos tratados durante a reunião e, principalmente, os direcionamentos que recebemos em oração.

 

Deus nos abençoe a todos e nos conceda que possamos obedecer ao que Ele no que nos pede que façamos.

 

Tenham todos um natal abençoado e que o Espírito Santo reanime suas forças para que em 2015 possamos cumprir com alegria e muito amor a nossa missão no ministério a nós confiado.

 

A graça e a paz de Nosso Senhor Jesus Cristo esteja com todos.

 

Maria Beatriz Spier Vargas

Coordenadora Nacional do Ministério de Pregação