Partilha na íntegra-Missão em Alagoas por Witamar Agostinho

GPP realiza RUAH
4 de novembro de 2014
Responsabilidade – Dom Alberto Taveira
13 de novembro de 2014

Volta para o teu SENHOR 

Esse foi o tema do encontro do fim de semana (31 de outubro a 02 de novembro), realizado num humilde povoado de Fazenda Nova da cidade de Olivença-AL, pertencente à Diocese de Palmeira dos Índios – AL. Para minha surpresa e alegria, o SENHOR sempre nos surpreende maravilhosamente em tudo com seu carinho e proteção de Pai.

Parti de Maceió-AL com o coração abrasado para falar para mais de 80 sentinelas num retiro onde eles estavam sendo organizados por luquinhas. Melhor, os meus filhos espirituais que há sete anos esperaram ansiosos para fazer seu primeiro seminário de vida se decidiram: deram uma resposta de amor ao Pai pelo batismo que receberam dos Céus.

Quem diria então que aqueles jovens adolescentes, hoje já formados, casados e comprometidos ao Evangelho estariam ali evangelizando outros jovens, testemunhando e trabalhando para o Reino de Deus junto com sua família e profissão.

Imagine eu sozinho numa missão, coisa muito rara de se acontecer. Quando vou, levo sempre comigo dois ou mais irmãos. E justamente naquele lugar tão simples e ao mesmo tempo tão sobrenatural pelo tempo que nos foi dado, senti tão forte a presença de Deus naquele lugar e naqueles jovens tão cheios do Espírito Santo.

Ouvi o testemunho de cada um deles, que alegremente chegavam a mim e diziam que estavam naquele seminário de vida, que o Senhor fez e realizou grandes obras e nada mais justo estar hoje testemunhando e servindo a Ele novamente comigo, naquele lugar tão cheio de esperança. E alegria maior ao meu coração foi ouvir de um deles que aquele seminário deu rumo e sentido para sua vida. 

Vocês nos fizeram acreditar que era possível SONHAR dentro de nossas realidades como fazer e cursar uma faculdade, ter um diploma, construir uma família em Deus e ser um profissional do Reino comprometido com a sonhada Civilização do Amor.

Escutar esta partilha do coração deles nos remete a um grau de profunda responsabilidade espiritual e social que o MUR – Ministério Universidades Renovadas tem com a juventude que nos é apresentada nas faculdades e nas universidades do Brasil e do mundo. Somos sementes lançadas e agentes transformadores impulsionados simplesmente por um Sonho maior que nosso coração, o SONHO de Deus que a cada dia se renova pela Fé e o nosso compromisso de gerar e transformar vidas pela ação do Santo Espírito. 

Tenhamos a certeza de que a cada dia somos chamados a viver com intensidade nosso batismo com maturidade e exaustividade nos desafios e realidades para sermos meros instrumentos de Deus na vida do outro. Ligando e fazendo pontes do coração de Deus para o coração dos homens. Resgatando inúmeras vidas sem amor, fé e esperança em Deus. Convidando-os a restaurar e fazer novas todas as coisas visíveis e invisíveis aos olhos para que o outro creia verdadeiramente que Jesus é o senhor das nossas vidas.

Fica então uma certeza no meu coração: que as coisas de Deus sempre vão além de nossas expectativas e visão, muitas vezes turvas e rasteiras e muito mais do que as nossas forças e vontade de servir ao Pai do Céu, que trabalha em nós e por nós oportunamente e inoportunamente. Resta-nos apenas confiar cegamente em seus desígnios de amor e deixar nosso coração ser guiado por Ele. E, por mais que você sonhe e lute para entender que em cada GOE – Grupo de Oração Escolar; GOPU- Grupo de Oração Pré-Universitário; GOU – Grupo de Oração Universitário; GPP – Grupo de Partilha de Profissionais existe um plano de amor de Deus para sua vida e aos que se deixam ser conduzidos pelo Espírito num batismo missionário vivenciando um Sonho de Deus que alcança e almeja corações sedentos por Ele. Não há como não se apaixonar e ser apaixonado por um chamado especial de Jesus a viver com absoluta intensidade.

Ao sair de casa deixei meu coração nas mãos do Pai na certeza de que tudo aquilo que iria viver era Ele e assim também como toda a honra e toda a glória, a vida e toda nossa história pertencem exclusivamente a Ele. Experimentar o ordinário no extraordinário da vida para mim não existe significado maior de servir com disposição e abandono total. Nada mais é do que deixar a vontade do Pai se cumprir em nós misericordiosamente. Levando apenas o necessário, porque as demais coisas o SENHOR já tinha providenciado. Humildemente deixei meu coração na certeza e na posse de que ali estaria comigo no mínimo um exército de sentinelas doando e consagrando suas vidas ao Pai.

Quando cheguei observei o local e reconheci muitos rostinhos alegres e sorridentes e vi ali aqueles ”mimos” do Senhor junto aos seus filhos amados que há sete anos estavam ali sentados prontamente e escutando e vivenciando seu próprio Seminário de Vida. Cada um vinha e dizia-me isso com muito carinho e orgulho: que participou juntamente comigo daquele seminário que transformou e mudou sua vida completamente.

 Não há razão de orgulho maior a um pai que há 15 anos trilha uma caminhada numa comunidade de fé experimentando e fazendo experimentar a força do alto com absoluta autoridade do Céu. Ver e acompanhar um crescimento espiritual, mas crescer também na formação profissional de seus filhos, que outrora eram ovelhas e hoje, pastores. Existem laços profundos de uma bela riqueza espiritual onde o Senhor deu-me como herança o sentido de servir com gratuidade, amor e zelo ao próximo. Rezar com eles novamente era sentir a real e doce presença do Espírito missionário que nos impulsiona e nos leva a deliciar com profundidade a razão de nosso servir com fé, amor, alegria e muito entusiasmo.

Então vi e reconheci os filhos-servos dos Céus que o Senhor trabalhou e deu-me como herança, cheios de simplicidade que carinhosamente cuidava com muito afeto, apreço e gratidão a Deus. Sentia em cada um deles um detalhe extraordinário e super especial como toque maravilhoso de Deus nos ambientes e lugares que transpiravam profundo amor e zelo pelas coisas que ali estavam ornadas e muito bem preparadas.

Adentrei então no ministério do serviço e ofereci também todos os jovens luquinhas irmãos que comigo trabalharam. Abracei-os e disse: que maior alegria teria o meu coração, quando em vez de ouvir o MUITO obrigado de cada um, escutasse “EIS-ME, AQUI SENHOR pra fazer tua vontade de amor”.

Obrigado meus amados filhos, amigos-irmãos, pela oportunidade de mais uma vez experimentar esse chamado e essa missão, que carrego e luto todos os dias. Para que Jesus seja muito mais conhecido e amado pelos nossos amigos e por aqueles que não tiveram a esperança e a oportunidade de conhecê-Lo no labor do dia-a-dia de suas vidas. Agradeço à comunidade MUR por me fazer entender que o essencial de nossas vidas é servi-Lo com amor, gratuidade e zelo, onde o Senhor nos levar a anunciar a sua Palavra.

Fraternalmente em Deus e com Maria

Witamar Agostinho

Comissão Pastoreio MUR-NE

Coord. Emérito MUR-AL/NE

Comissão 20 Anos MUR-Brasil