Por tudo que vivemos, obrigado! Pelo que viveremos, SIM

Edital de Convocação da Assembléia Geral de Constituição, fundação, eleição e posse de diretoria da Sociedade Brasileira de Cientistas Católicos
27 de abril de 2019
Um testemunho em forma de canção
23 de julho de 2019

Dos dias 03 a 05 de março de 2019, muitos Luquinhas de Minas Gerais estiveram reunidos na cidade de Viçosa, para participar do Seara, encontro do qual o Ministério Universidades Renovadas (MUR) é fruto. Como é do conhecimento de muitos, foi nesse retiro de carnaval, que acontece todos os anos na Universidade Federal de Viçosa, que no ano de 1994 aconteceu o primeiro Seminário: “Universidade e RCC”. O seminário contou com a presença de cerca de 50 universitários e mais alguns professores. Dali, através do mover de Deus no coração do Fernando Galvani (Mococa), surgiu os primeiros Grupos de Oração Universitários. Hoje, somam mais cerca de 900 Grupos espalhados pelo Brasil e ainda muitos outros espalhados em outros países.

Neste ano, o Senhor nos presenteou com momentos especiais para celebrarmos 25 anos do Ministério Universidades Renovadas. O maior deles é o retorno do Seminário do MUR, que não aconteceu no ano de 2018. Neste ano, tendo como tema o seminário: “Ministério Universidades Renovadas, 25 anos: a missão de semear a esperança nas universidades” tivemos a oportunidade de abordar muitos aspectos marcantes para a celebração dos 25 anos do MUR e 50 anos da RCC no Brasil. Um resgate histórico, com pessoas que deram seu SIM no início do MUR. Além disso, teve entrega de uma placa de mérito a RCC Viçosa durante o momento de Ação de Graças da Missa do domingo, GOUzão de Prata, GPP de Prata (este foi uma inspiração colocada no coração de alguns durante o Seminário), um marco pois foi a oportunidade de mostrar a cara do GPP em uma celebração tão importante do Ministério, Identidade e Missão e uma grande festa para comemorarmos os 25 anos do MUR, com direito a bolo e parabéns.

Tivemos um momento com Luquinhas que estiveram no início do MUR, dentre eles: Galvão, o qual partilhou conosco uma visualização que marcou os primeiros anos do nosso Ministério e ainda hoje continua a nos dizer muitas coisas. Trata-se da visualização de uma vela que se derretia pela parte de baixo, ela se consumia não por estar acessa, mas por estar em cima de uma chapa quente. Esta visualização trouxe-nos o discernimento que a nossa missão é iluminar o mundo e não apenas se gastar em meio a correrias e compromissos.

Como ato profético, a chama Jubilar recebida na Celebração do Jubileu de Ouro no Encontro Nacional de Formação (ENF) foi passada para todos os Luquinhas, em profundo momento de oração. Reacende, assim, a nossa missão de construir a civilização do amor e sermos apóstolos da esperança. Somos essa chama viva em nossas escolas, universidades e trabalhos, atendendo assim ao chamado de todo cristão: Ser luz no Mundo.

É este o tempo favorável para pedir ao Senhor que manifeste de forma impactante a sua graça entre nós para que o Sonho de Amor avance ainda mais. Em profundo momento de Oração, o Senhor nos dizia que o céu está aberto e Ele ouve a nossa oração. Foi pedido aos presentes que todos os meses, no dia 25, acendessem a vela que receberam e colocassem em intenção os GOUs, GOEs e GPP. Sendo ousados naquilo que vão pedir, pois muitas coisas o Senhor preparava para esse ano Jubilar.

Foram momentos marcantes, especiais para cada um de nós, que nos fizeram sair com cestos cheios e corações alargados para a missão neste novo tempo.

“Por tudo que vivemos, obrigado! Pelo que viveremos, SIM!” – Ivna Sá

 

Maik Murta
Coordenador Estadual Mur Minas

 

 

William Esteves
Núcleo Estadual Mur Minas