Um só coração, uma só alma
17 de março de 2019

Desde 2017, eu tinha o sonho de entrar em uma universidade para cursar Psicologia, mas naquele ano, que foi o seguinte do término do Ensino Médio, não consegui entrar. Então, para não ficar parada, já que estava desempregada, comecei um curso técnico em administração com duração de um ano e meio. Formei em novembro de 2018. Contudo, eu ainda tinha no coração a vontade de fazer a graduação que tanto sonhara. Decidi dedicar um ano para o ENEM e , assim, conseguir uma bolsa e conquistar esse sonho.

Tenho uma certeza: quando Deus quer algo ele faz com que que dê certo. Meu coordenador do MUR da diocese, o Jonatas, me chamou no sábado, dia 23 de fevereiro,  e me perguntou sobre entrar na faculdade. Expliquei, que não conseguiria iniciar a graduação e justifiquei com todos os empecilhos que já tinha percebido ou colocado no caminho. Mas, ele não aceitava essas desculpas e começou a reanimar a esperança que havia em mim. Neste momento, ela começou a crescer novamente.

Então, fui falar com uma amiga, que me fez o convite para ir com ela à ESUCRI ( Escola Superior de Criciúma). Convidei o Jonatas para ir comigo também, que aceitou prontamente. O nervosismo e o entusiasmo tomaram conta e mim. Na segunda – feira, dia 25 de fevereiro fomos juntos à faculdade para conversarmos com a coordenadora do curso. Aproveitei, que aquele era o primeiro dia de aula e já participei. No final, fomos conversar com a coordenadora e aí veio o desafio: tinha que pagar a minha matrícula e o valor era muito alto. Não tinha condições financeiras de arcar com esse investimento. Voltei para a casa desanimada e fiz uma oração muito sincera com Jesus. Contei à Jesus sobre meus sonhos, a minha necessidade de um emprego, das minhas dificuldades financeiras. Transbordei em lágrimas e esperança. Entreguei tudo nas mãos de Nossa Senhora.

No outro dia, eu passei por cima do meu orgulho e mandei mensagem para minha madrinha. Expliquei tudo à ela  e pedi emprestado o valor para pagar a minha matrícula, que venceria no dia 28 de fevereiro.Depois de conversar com meu padrinho recebi uma notícia que alegrou meu coração: ela disse que depositaria o valor da matrícula.

Deus quando quer ser mais maravilhoso ainda ele faz as coisas acontecerem. Na  aula de terça-feira, uma mulher que mora na minha cidade veio, por engano, no dia da aula. Porém, ficou na sala mesmo assim. Então, no fim da aula a professora perguntou de que lugar nós éramos e ao contar de que cidade sou a mulher  ficou surpresa ao me ouvir. Ao ir embora, ela veio falar comigo e me deu carona para casa. No caminho, ela disse que precisava de uma estagiária, já que é gestora de uma escola. O melhor é que a escola o qual ela administra é a que minha irmã estuda e fica no mesmo bairro que moro.

Naquela mesma semana, no dia que venceria o prazo para pagar a matrícula, minha Madrinha depositou o valor e eu pude pagar a taxa.  Além disso, agora faço estágio na escola, que fica no meu bairro. Eu sou muito grata a Deus por usar muito do MUR na minha vida. Fazer parte de um GOU já era um sonho desde 2015 quando conheci o Ministério Universidades Renovadas em um retiro de Carnaval e me apaixonei. Eu entrei lá pela providência e porque eu tive a esperança renovada! Obrigada Deus, Obrigada minha mãe  Maria e Obrigada MUR!

 

Carolina Justino Ribeiro
Acadêmica de Psicologia pela ESUCRI
Diocese de Criciúma – SC